Testemunhos e Opiniões PDF Imprimir E-mail

 

Testemunhos de obreiros


Capacitação

“A missão tem me dado orientação que necessitava para compreender esta nova cultura. Não imagino o que faria se não fosse o COT. Foi um tempo muito proveitoso. Dou graças ao Senhor pelo o que aprendi ali”. Ester, brasileira, servindo entre os árabes e bereberes.

Companheirismo

“Aqui no campo, tão longe de casa, seria muito difícil sobreviver com a solidão se não contássemos com a bonita amizade que nos oferece a equipe. E apesar de serem provenientes de diversos países, nos sentimos como uma família e mantemos nossa latinidade”. Onésimo, servindo entre os árabes.

Saúde

“Minha esposa teve problemas de saúde logo em nossa chegada ao campo e quando ainda não sabíamos pronunciar uma palavra sequer do idioma local. Nos deu um grande alívio contar com a ajuda do líder da missão, que nos contatou de imediato com um excelente médico e nos ajudou com a tradução”. Samuel, servindo entre os uzbecos.

Emergências

“Quando partimos da América Central e chegamos a Moscou, as autoridades imigratórias do aeroporto não nos permitiram continuar viagem até a Ásia Central. Sem mais, nos fizeram regressar a Europa e perdemos as passagens. Frente ao desconhecido, a missão nos ajudou de imediato para que pudéssemos chegar ao destino”. Oscar, entre os uzbecos.

Idioma

“Nunca me foi fácil aprender um outro idioma e quase sai ao campo com uma organização que exigia o domínio do inglês. Em tal caso, haveria demorado ainda mais minha saída. E no tempo que cheguei aqui, entrei de cabeça para aprender a língua local e já consigo me comunicar bastante bem com os nativos”. Ismael, servindo entre os árabes.

 

Opiniões


Waldemar Carvalho

 

“Temos acompanhado todas as suas etapas de crescimento, pelo que podemos recomendá-la por uma missão latina, única em seu tipo. Demonstrando eficiência na capacitação que oferece e no trabalho que desenvolve”.– Pastor, Fundador e Presidente da Fundação Kairós.

 

Bertil Ekstom

“Há organizações missionárias que inspiram respeito e confiança. PMI é uma delas. Respeito, porque é o resultado de um trabalho abnegado e sacrificial; confiança, porque é um modelo que atende em todos os aspectos as necessidades de nossos missionários”.– Ex Presidente de COMIBAM Internacional.

 

Jonatán Lewis

“Recomendo essa agência por sua seriedade, pelo compromisso de seus líderes e sua experiência sem precedentes com missão latina ao povo islâmico”.– Aliança Evangélica Mundial, Comissão de Missões.

 

Greg Livingstone

“Nós, Frontiers, declaramos com suma alegria nossa solidariedade com essa agência. Eles necessitam da colaboração do povo de Deus sem demora, porque é chegada a hora das igrejas latinas tomarem seu lugar em missões. Decida apoiar concretamente seus obreiros que estão na África, Oriente Médio e Ásia” – Fundador da Missão Frontiers.

 

Samuel Olson

“É meu ponto de referência pastoral, ao abordar a tarefa missionária entre os muçulmanos. PMI desenvolve seu trabalho com seriedade, integridade e disposição a render contas, princípio insubstituível. Igualmente valoriza a igreja local, fundamento para o crescimento e a multiplicação missionária”.– Pastor, Coordenador do Fórum Iberamericana de Dialogo Evangélico.

 

René Padilla

“Dou graças a Deus pela visão de missão integral que estão fomentando com tanto esmero entre seus associados, para a Glória de Deus; Missão integral em que o dizer combina com o ser e fazer. – Teólogo, Missiólogo e Escritor”.

 

Luis Palau

“Sinto um grande afeto por essa organização pela integridade de seus dirigentes. O trabalho que levam a cabo entre muçulmanos é uma das coisas que mais comove meu coração”.– Evangelista Internacional.

 

Juarez Marcondes Filho

“Em qualquer lugar, fazer Missão é anunciar o nome de Jesus. Mas não se pode fazer Missão do mesmo modo em todo lugar. PMI surge como uma verdadeira escola de treinamento missionário, voltada para atender uma demanda crescente, em prol dos muçulmanos, por quem Jesus derramou o seu precioso sangue. Se alguém receber o chamado de Deus para ir a estes povos, não pode deixar de incluir o contato com PMI” - Pastor efetivo da Igreja Presbiteriana Central de Curitiba.