Azerbaijão PDF Imprimir E-mail

População: 13.000.000.

Distribuição geográfica: Azerbaijão, Irã, Iraque, Turquia e Afeganistão.

Nomes alternativos: Azerí­es.

Idiomas: azerí­ (similar ao turco) e russo.

Religião: Islamismo (70% shiitas e 30% sunnitas).

Obreiros cristãos: dois conhecidos.

Traduções: Novo Testamento e porções da Bí­blia. Gravações em azerí­.

HISTORIA Por sua situação geográfica, a região do Azerbaijão tem estado submetida a diferentes governos. Com a chegada do islamismo caiu sobre sua influência. Também esteve sob o domí­nio turco e depois o Otomano, até o século passado a Russia e o Irã dividiram seu território.

SITUAÇÃO POLÍTICA Desde o século passado, muitos armênios cristãos, foram para o Azerbaijão para trabalhar. Assim criou-se uma situação de conflito com esta etnia. A região de Nagorno Karabaj, de população Armênia, foi unida a República do Azerbaijão desde 1923. Eles pretendem se anexar Armênia, o que está provando fortes conflitos armados. Recentemente, nas primeiras votações livres do Azerbaijão tiveram como resultado a eleição do lí­der da frente popular, Abulfaz Elchibey, como presidente. A proposta é de um sistema democrático e leigo, distanciado do fundamentalismo, com boas relações com a Turquia e também com o Irã.

ECONOMIA Sua capital, Bakê, é um dos maiores centros produtores de azeite do mundo, e importante produtor agrí­cola. Na década de 20 o Azerbaijão era uma das repúblicas mais prósperas da União Soviética. Nos anos 60 o desenvolvimento desapareceu. Na atualidade somente ficou uma grande poluição em Bakê a cidade mais contaminada da ex União Soviética. O í­ndice de trabalho infantil é muito elevado.

CULTURA E EDUCAÇÃO As diferenças entre os paí­ses são consideráveis. Praticamente toda a população do Azerbaijão sabe ler e escrever, ao contrário dos que vivem no Irã que são de 50%. A cultural desta região na época do esplendor serviu como modelo e se fez popular entre os outros grupos muçulmanos da Ásia Central. Depois houve a decadência.

CONTATOS COM O EVANGELHO Há grupos de missionários trabalhando entre eles e uma congregação conhecida. O crescente conflito entre os azerí­es (muçulmanos) e armênios (cristãos), especialmente a partir de 1988, tem aumentado o sentimento nacionalista muçulmano, opondo-se ao cristianismo.

NECESSIDADES ESPECÍFICAS Necessitam maior abertura para o Evangelho, devido ao forte sentimento contrário aos armênios. Também são necessários obreiros que dêem um autentico testemunho cristão.

Saiba mais sobre o Azerbaijão

Árabes Marroquinos | Árabes Tunisianos | Azerbaijão | Bereberes do Atlas | Bereberes do Sul | Cabilenho | Cossacos | Curdos | Fulas | Hausas | Mouros | Nômades Pastorais | Quirguizes | Rifenhos | Saharianos | Tártaros | Tayicos | Tuaregue | Turcomanos | Uigures | Uzbecoz | Wolof