Wolofes PDF Imprimir E-mail

População: 3.300.000.

Distribuição geográfica: Oeste do Senegal, fronteiras da Gambia e Mauritânia.

Nomes alternativos: wolof, gelofes.

Idiomas: wolof, francas.

Religião: Islamismo.

Situação do cristianismo: Uns 30 convertidos.

Obreiros cristãos: Aproximadamente 50.

Traduções: Novo Testamento e porções. Programas de rádio e gravações disponí­veis. O filme Jesus dublado em wolof.

HISTÓRIA Os wolofes são uma das tribos majoritárias do Senegal. Seu nome wolof (negro) se utiliza em oposição ao fulani (marrom claro). São também mais altos que eles. Junto com os hausas, fulanis, e outros, receberam a influência do islamismo em forma massiva a partir do século XVI. Sendo submetidos as dinastias Songhay e Soninke, no século XIX caí­ram sob a colonização francesa, e seu sistema tradicional teve um colapso até a obtenção de sua independência do Senegal em 1960.

SITUAÇÃO POLÍTICA Depois de sua independência, o Senegal tem sido, politicamente falando, um dos estados africanos mais estáveis. Em 1981 o exercito do Senegal sufocou um golpe de estado na Gômbia, e um ano depois ambos os paí­ses formaram uma confederação  de Senegambia.

ECONOMIA Sua atividade econômica se concentra no comércio e agricultura (sobre tudo de amendoim). Atualmente, a seca e a salinização representam um sério problema. A lí­ngua comercial do paí­s é o Wolof.

CULTURA E EDUCAÇÃO: A  sociedade É principalmente tribal. O indivÍ­duo tem um papel pequeno em relação ao clã, que decide por cada membro. Praticam o islamismo popular mesclado com formas animistas. A educação é realizada em francês. Não obstante, há um elevado ní­vel de analfabetos. Alguns conhecem o árabe por causa das escolas corônicas e pela necessidade de ler o Alcorão. Os jornais em Wolof não tiveram muito éxito, mais sem dúvida, existem em francês.

CONTATOS COM O EVANGELHO: A obra missionária neste grupo está em fase inicial, mais há mais de nove grupos missionários trabalhando entre eles. Em 1816 a igreja católica começou um colégio entre eles, e desde 1940 começou atividade protestante, ainda que existam poucas missões nas áreas rurais. Apesar da liberdade religiosa, somente há mil cristãos dos quais aproximadamente 30 são convertidos.

NECESSIDADES ESPECÍFICAS Visto que existe total liberdade para pregação do evangelho no Senegal, oremos para que o Senhor envie obreiros a seara. Também oremos pelo desenvolvimento de pequenos grupos, pela tradução de literatura cristão e pelos esforços de se alfabetizar a população.

Árabes Marroquinos | Árabes Tunisianos | Azerbaijão | Bereberes do Atlas | Bereberes do Sul | Cabilenho | Cossacos | Curdos | Fulas | Hausas | Mouros | Nômades Pastorais | Quirguizes | Rifenhos | Saharianos | Tártaros | Tayicos | Tuaregue | Turcomanos | Uigures | Uzbecoz | Wolof